Gastos com alimentação costumam ser minimizados nas despesas mensais. Se levarmos em consideração somente as grandes compras em mercados, acabaremos menosprezando grande parte de nossos gastos.
Se você não sabe para onde está indo seu dinheiro essa pode ser a resposta. O que eu recomendo: some os valores gastos a cada compra feita, por menor que seja. Todo gasto não deixa de ser um gasto, por menor ou mais insignificante que você pense que ele! Cada gasto com cafezinho, bala, biscoito só vão aumentando as despesas e se não forem bem controlados, podem chegar à 20% do seu salário somente com itens de alimentação. O furo no orçamento muitas vezes está ai!
Uma vez feito isso você não precisa ficar neurótico todo o mês juntando nota fiscal para saber se está gastando muito, mas é importante você ter a consciência de que mesmo valores pequenos fazem um estrago quando juntos.
Também é bom lembrar das famosas saídas para comer! É fundamental nos socializarmos, mas não abuse toda a vez. Dê valor ao seu dinheiro, escolha lugares que caibam no seu bolso! Ninguém vai passar mal porque não comeu no restaurante mais chique da cidade. De oportunidades a locais novos, muitas vezes você vai se surpreender com baixos custos e alta qualidade.
Você não vai querer abrir a conta do cartão e ter uma indigestão, certo?!