Você já conhece a história: O parente/amigo precisa de dinheiro. Vocês tem uma relação de longa data e por isso ele se sente confortável para pedir para você. Você com medo de perder a amizade empresta o dinheiro, mesmo sabendo que ele vai fazer falta no seu orçamento. Como simbolo de amizade, você decide não cobrar juros e dá uns 3 meses para o seu amigo pagar o empréstimo. Logo seu orçamento começa a apertar e você pede para antecipar o pagamento do empréstimo. Seu amigo não tem como antecipar e o clima de inimizade começa. Na data prevista para que os pagamentos comecem, seu colega diz que não tem como pagar o previsto e lhe paga menos do que você esperava. Os meses vão passando e nada do que vocês combinaram se cumpre. Você fica chateado com toda a situação e se afasta cada vez mais. Logo, vocês estão falando mal um do outro e o relacionamento de anos se acaba por causa de dinheiro.

Dinheiro não pode ser motivo de brigas. Um pedaço de papel não pode controlar sua vida e nunca deve destruir uma relação.
Caso alguém venha a lhe pedir dinheiro emprestado você tem duas alternativas:

1- Explicar que inevitavelmente o dinheiro vai se tornar o motivo do termino do relacionamento que você tem com a pessoa que está pedindo o dinheiro;

2- Você vai dar o dinheiro (ou parte dele) a pessoa que te pediu emprestado e dará o dinheiro como perdido. Sim isso mesmo, você vai dar. Você não é banco para emprestar e se o dinheiro não for devolvido, você não brigará com quem te pediu o dinheiro emprestado.

Muito importante: nunca peça dinheiro emprestado a amigos ou parentes, por mais que isso seja tentador. Eles ficarão extremamente constrangidos caso isso aconteça e provavelmente te ajudarão. Caso você não honre sua divida, irá
brigar por dinheiro.

NUNCA BRIGUE POR DINHEIRO!